Scal Logo

Perguntas Frequentes

Procura aqui pela tua dúvida!
Perguntas Frequentes

Particulares

Quanto custa um seguro de vida

Dependendo de uma série de fatores o preço pode variar, tais como, idade, coberturas, nível de proteção escolhido.

Para saber melhor o custo do seguro utiliza o nosso simulador e em caso de dúvida contacta-nos.

É possível ter mais que um seguro de vida?

Sim é possível. É recomendado ter um seguro de vida ajustado às tuas necessidades, mesmo que já tenha um seguro associado ao crédito habitação, pois eles têm proteções diferentes.

Afinal no seguro de vida tem como objetivo dar-te apoio financeiro, já o seguro de vida associado ao crédito habitação, fica garantido o valor em dívida no banco.

Posso fazer um seguro de vida juntamente com outra pessoa?

Os seguros de vida podem ser contratados com uma ou duas pessoas seguradas.

Em caso de contratação conjunta o pagamento do valor do seguro por parte da seguradora será feito quando um dos segurados falecer.

Para manter a proteção o outro membro teria que contratar um novo seguro.

Posso alterar as coberturas do seguro caso necessite?

Sim, é possível fazer um pedido para a alteração do contrato, o pedido é que é sujeito à aprovação da seguradora, deve ser feito por escrito e obedecer a prazos e regras legais estabelecidas pela mesma.

Preciso de um seguro de vida para obter um crédito casa?

Sim, as instituições financeiras exigem a contratação de um seguro de vida para se poder obter um empréstimo imobiliário.

Qual a diferença entre um seguro de vida e um seguro de vida crédito habitação?

No seguro de vida quem decide os valores, as coberturas e quem proteger és tu.

No caso do seguro de vida crédito habitação, o beneficiário é o banco. Normalmente o capital costuma ser o valor do empréstimo.

Posso incluir mais pessoas na minha Apólice?

Sim, a qualquer momento. Ao incluíres pessoas na tua Apólice, irás beneficiar de descontos imediatos a partir do segundo membro, sendo este desconto maior à medida que sejam adicionadas mais pessoas. 

Tenho uma doença pré-existente, posso incluir no seguro de saúde?

Aqui é uma opção que é decidida pela seguradora.

Ao escolheres o seguro de saúde, preenches um questionário médico para que a seguradora possa avaliar.

Apenas depois disso é que a seguradora revela como vai proceder, aumentando, diminuindo, se exclui ou aceita

Como escolho o meu seguro de saúde?

O seguro de saúde é personalizável logo podes adicionar à cobertura base, coberturas de diferentes especialidades médicas que precises, como, Internamento Hospitalar, Dentista e Óticas. Dependendo da seguradora poderás ter incluído na cobertura base, medicina online e assistência médica online.

O que é copagamento?

É o valor que fica a cargo da Pessoa Segura por cada utilização na rede médica.

Posso utilizar o meu seguro de saúde fora de Portugal?

Dependendo da apólice poderás ou não ter a extensão territorial garantida até 60 dias no estrangeiro para doença súbita ou acidente.

O que é o período de carência?

Podendo ser aplicada em algumas coberturas, é o prazo entre a data de início do seguro e a data em que podes usá-lo.

 

Como garantir o parto na tua apólice?

Tens de subscrever a apólice em média 12 meses antes de ficar grávida, período que pode variar dependendo da seguradora.
Se já estiveres grávida podes ter descontos em consultas e exames e garantes que o teu filho quando nascer poderá não ter períodos de carência e pré-existências, desde que sejam garantidas algumas exigências das seguradoras.

Qual a diferença entre acesso a rede dentária e a garantia de estomatologia?

O acesso a rede dá-te descontos nas clínicas convencionadas, enquanto a cobertura de estomatologia te dá um plafond que podes utilizar fora ou dentro da rede dependendo da seguradora.

Qual a diferença entre acesso a rede óticas e a garantia de ortóteses?

O acesso a rede dá-te descontos nas óticas convencionadas, enquanto a cobertura de ortóteses te dá um plafond que podes utilizar fora ou dentro da rede dependendo da seguradora.

Qual é a diferença entre seguro de recheio e seguro do imóvel?

O seguro para imóvel cobre danos causados à estrutura física da casa, já o seguro de recheio protege os bens domésticos e pessoais que se encontrem dentro da habitação no momento do sinistro.

Quanto custa um seguro casa?

O custo do seguro casa vai depender do tipo de coberturas que escolheres, mas será sempre inferior ao que irias gastar na reparação de um sinistro ocorrido.

Quem assume os custos de danos por água na habitação?

Sendo um dos sinistros mais frequentes no seguro habitação, caso acontece ativa a cobertura necessária e um profissional é enviado para avaliar os danos causados.

Garagens estão incluídas no seguro imóvel?

Sim, garagens e anexos também estão protegidos. Desde que o tenhas considerado aquando da subscrição da apólice.

Como funciona o seguro em caso de roubo?

Se tiveres a cobertura de furto ou roubo na tua apólice, garantes a indeminização dos danos causados aos bens do recheio da casa, tudo até ao limite contratado.

Como é que posso avaliar a minha casa e o seu recheio?

A tua casa será avaliada por m2, terás que saber o valor de reconstrução e multiplicá-lo pela área da mesma.
O recheio deverás segurar pelo valor de substituição em novo para equipamentos mais novos, dependendo da seguradora e os restantes pelo valor comercial dos mesmos.

Qual é a importância da cobertura de riscos elétricos e equipamentos eletrónicos?

Esta cobertura é aquela que te garante a proteção de todos os teus equipamentos elétricos e eletrónicos em caso de ocorrer uma subcarga de correte na tua casa.

É importante contratar fenómenos sísmicos?

Essa cobertura ser-te-á exigida se tiveres credor, mas mesmo que assim não seja é um risco que ao acontecer significara a destruição parcial ou total da tua casa.

O que cobre o seguro automóvel obrigatório?

Em caso de acidente és responsável pelos prejuízos que foram causados, para garantir a proteção dos lesados o seguro de responsabilidade civil automóvel para pagar as indemnizações pelos danos corporais e/ou materiais causados a terceiros e às pessoas transportadas.

O seguro automóvel é válido em qualquer país?

É valido em todos os países da União Europeia e, ainda, para os que estiverem indicados (não rasurados) na Carta Verde.

Se vender o meu carro, o seguro é transferido para o novo proprietário?

Não, o seguro do carro acaba assim que se vender o carro. Antes da venda, o proprietário deve avisar a seguradora e o novo proprietário terá que fazer um seguro novo.

Qual é a duração do seguro?

É sempre indicado no contrato do seguro nas Condições Particulares da Apólice a duração do seguro. Habitualmente tem a duração de 1 ano e seguintes, no entanto é possível fazer um seguro temporário.

Se outra pessoa conduzir o meu veículo pode beneficiar-se do seguro?

Sim, no entanto a pessoa que está a conduzir tem que ter carta de condução, caso contrário a seguradora pode exigir ao responsável pelo acidente o reembolso das indemnizações.

O que é a franquia?

É o valor que fica a teu cargo em caso de acidente, significa que a seguradora só vai pagar os valores acima da franquia contratada.

Esta franquia é aplicada nas coberturas de danos próprios que são: 

  • Coque, Colisão e Capotamento;
  • Incêndio, Raio e Explosão;
  • Furto ou Roubo;
  • Atos de Vandalismo;
  • Fenómenos da Natureza;
O que acontece se me atrasar com o pagamento do seguro automóvel?

O seguro pode ser anulado se não for pago nas datas previstas.

O seguro automóvel tem sempre veículo de substituição?

É uma opção tua incluíres ou não viatura de substituição em caso de avaria e/ou acidente na apólice, esta viatura poderá também garantida pela assistência em viagem.

Se vender o veículo posso passar o seguro para um novo?

Sim, o seguro antigo pode transitar para o veículo novo.
Mediante acordo com a seguradora vai ser efetuado uma alteração no contrato onde consta a nova viatura.

Que coberturas são obrigatórias para circular de mota?

Para circular de moto basta ter no mínimo o seguro de responsabilidade Civil Moto. Garante indemnizações por danos corporais ou materiais causados a terceiros.

As seguradoras podem recusar-se a fazer o seguro obrigatório?

Podem. Mas a lei prevê uma forma de ultrapassar essa recusa. Quem não conseguir que lhe aceitem o contrato em, pelo menos, três seguradoras, podes exigir de cada uma a declaração da recusa, cujo fornecimento é obrigatório, e contactar a Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões (ASF), que lhe indicará a seguradora que fica obrigada a aceitar o seguro, bem como o preço a pagar.

O seguro transmite-se com a venda do veículo?

Não, o seguro da moto acaba assim que se vender o carro. Antes da venda, o proprietário deve avisar a seguradora e o novo proprietário terá que fazer um seguro novo.

O que é uma franquia?

É o valor que fica a teu cargo em caso de acidente, significa que a seguradora só vai pagar os valores acima da franquia contratada.

Esta franquia é aplicada nas coberturas de danos próprios que são: 

  • Coque, Colisão e Capotamento;
  • Incêndio, Raio e Explosão;
  • Furto ou Roubo;
  • Atos de Vandalismo;
  • Fenómenos da Natureza;
Se vender o veículo posso passar o seguro para um novo?

Sim, o seguro antigo pode transitar para o veículo novo.

Mediante acordo com a seguradora vai ser efetuado uma alteração no contrato onde consta a nova viatura.

É importante ter um bom seguro de ocupantes?

Sim, é muito importante principalmente para garantires a proteção do condutor, pois em caso de sinistro as lesões corporais são normalmente graves.

O seguro de viagem é valido pelo mundo?

Sim, durante o período de viagem contratado, o seguro de viagem é válido em qualquer lugar do mundo.
Mas podem existir exceções, caso o país que vá viagem esteja em situação de guerra, invasão de país estrangeiro, revolução ou rebelião, dependendo da seguradora.

Qual o valor do seguro de viagem?

O valor pode variar de acordo com a apólice escolhida, número de pessoas seguras, duração da viagem, destino e idade.

Qual a idade mínima para contratar o seguro de viagem?

Desde que a pessoa responsável pelo seguro (o Tomador), tenha mais de 16 anos, dependendo da seguradora.

Se não conseguires viajar por um imprevisto és reembolsado pelo custo da viagem?

Dependendo da seguradora poderás ser, desde que o imprevisto seja algo das coberturas da apólice, como por exemplo:

  • falecimento de familiar direto;
  • doença súbita ou acidente e entre outros.
Se a companhia aérea cancelar o voo, o seguro de viagem reembolsa?

Não, caso acontece quem tem a responsabilidade de te reembolsar é a própria companhia aérea.

Caso cancelem devido a mau tempo, riscos de segurança, agitação política ou greve, eles já não têm essa obrigação.

Se perderes as malas/bagagem na viagem és reembolsado?

Sim, desde que tenhas contratado essa cobertura até ao limite do capital seguro.

A partir de que idade posso contratar o seguro para o meu animal?

O seguro pets pode ser contratado a partir do nascimento do animal.

Se o meu animal tiver uma doença pré-existente fica coberto?

As doenças pré-existentes não são abrangidas pela garantia de “Despesas em Caso de Cirurgia”, mas tem sempre acesso a valores convencionados, dependendo da seguradora.

O que é um Animal Perigoso e Potencialmente Perigoso?

De acordo com o disposto no Decreto-Lei 315/2009, de 29 de outubro, na alínea b) do seu artigo 3°, é considerado “Animal Perigoso” qualquer animal que se encontre numa das seguintes condições: 


• Tenha mordido, atacado ou ofendido o corpo ou a saúde de uma pessoa;
• Tenha ferido gravemente ou morto um outro animal fora da propriedade do detentor;
• Tenha sido declarado, voluntariamente, pelo seu detentor, à junta de freguesia da sua área de residência, que tem um carácter e comportamento agressivos;
• Tenha sido considerado pela autoridade competente como um risco para a segurança de pessoas ou animais, devido ao seu comportamento agressivo ou especificidade fisiológica.

 

De acordo com o disposto no Decreto-Lei 315/2009, de 29 de outubro, e no anexo da Portaria 422/2004, de 24 de abril, os animais Potencialmente Perigosos englobam as seguintes raças, bem como os cruzamentos de primeira geração destas, o cruzamento destas entre si ou cruzamentos destas com outras raças: 


• Cão de Fila Brasileiro
• Dogue Argentino
• Pit Bull Terrier
• Rottweiler
• Staffordshire Terrier Americano
• Staffordshire Bull Terrier
• Tosa Inu

Como sei se já atingi o plafond?

Quando a soma de todas as indemnizações pagas é igual ao valor do capital anual da cobertura.

Qual a documentação necessária para subscrever o seguro?

É apenas necessário a cópia de identificação eletrónica (chip) e o boletim de vacinação atualizado.

Posso segurar mais que um animal na mesma apólice?

Depende da seguradora que escolheres para segurar os teus animais.

O seguro acidentes de trabalho é obrigatório?

Sim, de acordo com a lei portuguesa, todos os trabalhadores devem ter um seguro que garanta a sua segurança no trabalho.

As doenças profissionais estão excluídas do seguro?

Sim, as doenças profissionais estão excluídas do seguro de acidentes de trabalho.

O que é um acidente de trabalho?

É um acidente de trabalho caso aconteça no local e horário de trabalho.

Qual o âmbito territorial do seguro?

O seguro de acidentes de trabalho depende da seguradora e de cada contrato individual, que pode incluir deslocações em território nacional e pode também incluir deslocações temporárias ou trabalho no estrangeiro.

Quem pode subscrever o seguro Acidentes de Trabalho por Conta Própria?

O seguro é destinado a todas as empresas e trabalhadores independentes.

Que regime se aplica a um acidente caso seja ambos trabalhador independente e conta de outrem?

Em caso de dúvidas sobre o regime aplicável, é presumido até prova do contrário que o acidente ocorreu ao serviço de uma entidade empregadora.

Caso seja provado que o acidente ocorreu enquanto o sinistrado exercia funções de trabalhador independente, a entidade presumida como responsável adquire o direito de regresso contra a empresa de seguros do trabalhador independente ou contra o próprio trabalhador.

Que renumerações devo declarar para o seguro de acidentes de trabalho?

Deves declarar todas as renumerações que obtenhas tais como, salário, subsídio de alimentação, entre outros.

Exerço duas atividades, quais devo declarar na minha apólice de acidentes de trabalho?

Sejas uma empresa ou particular, deves declarar todas as atividades, mas serás taxado pela mais gravosa, ou seja a que tem mais risco.

O que não cobre o seguro de acidentes pessoais?

O seguro não cobre doenças a longo e curto prazo, exceto que sejam doenças decorrentes de acidente.

O que está coberto pelo seguro de acidentes pessoais?

O seguro acidentes pessoais, dependendo da seguradora, genericamente tem as seguintes coberturas:

  • Morte;
  • Despesas de Tratamento;
  • Incapacidades Temporárias;

Poderá ainda ter subsídio de Internamento, subsídio diário por doença entre outros.

O que é importante saber ao fazer um seguro de acidentes pessoais?

É importante saber se os riscos que queres cobrir não estão nas exclusões da apólice, por exemplo:

  • Condução de veículos de duas rodas;
  • Atividades radicais;
  • Trabalhos em Alturas, entre outros;

Empresas

Porque é importante ter um seguro multirriscos na empresa?

É importante assegurares a tua empresa pois, podem acontecer acidentes como, inundações, incêndios, e outros.

Logo se não tiveres um seguro que a proteja, pode trazer prejuízos a nível do edifício ou significar o fim da empresa.

Devo de segurar os conteúdos e o edifício na mesma apólice?

O nosso conselho é que o faças em duas apólices distintas, das quais se destacam as seguintes:

  • O edifício normalmente tem credores, o que não é necessário os dados, mas sim os de edifício.
  • Permite uma maior análise dos capitais do conteúdo mercadorias, dividido por matérias primas, produtos, equipamentos e máquinas, bem como outros.
É importante contratar fenómenos sísmicos para a minha empresa?

Essa cobertura ser-te-á exigida se tiveres credor, mas mesmo que assim não seja é um risco que ao acontecer significará a destruição parcial ou total da tua empresa.

Para uma empresa é importante a cobertura de Perdas de Exploração?

Sim, pois se tiveres um sinistro na tua empresa enquanto esta está em obras, deixarás de produzir, e o que te vai permitir pagar estas despesas é o seguro multirriscos.

É importante para a empresa subscrever a cobertura máquina e riscos elétricos?

Sim, poderá ser fundamental pois, se os teus equipamentos sofrerem uma descarga elétrica, esta será a cobertura para recuperar esse dano.

O que é um seguro de responsabilidade civil?

É um seguro que permitirá reparares os danos que causares a terceiros.

Quais são os seguros de responsabilidade civil que deverás ter?

A tua empresa tem de ter um seguro de responsabilidade civil exploração, é um seguro que assegura a atividade da empresa.

Se a tua empresa produzir bens deverás de ter um seguro de responsabilidade civil produtos, é um seguro que assegura os danos que o teu produto poderá causar a terceiros.

Depois existem outras apólices importantes que deverás ter como cobertura responsabilidade civil ambiental, responsabilidade civil danos cibernéticos entre outros.

O seguro responsabilidade civil profissional é igual ao responsabilidade civil exploração?

Não, o responsabilidade civil exploração segura o risco da operação enquanto que o responsabilidade profissional segura o erro da execução da tarefa profissional.

Qual a importância de teres um seguro de vida grupo na tua empresa?

Ao garantires a proteção da tua equipa, ela estará mais segura e motivada.

Quanto custa um seguro de vida grupo?

Dependendo de uma série de fatores o preço pode variar, tais como, idade, coberturas, nível de proteção escolhido.

Para saber melhor o custo do seguro utiliza o nosso simulador e em caso de dúvida contacta-nos.

Quando fazes um seguro de vida grupo, tens de segurar todos os funcionários ou podes segurar só alguns?

Podes a segurar só alguns, mas assim o custo não é aceite fiscalmente, para que seja custo fiscal tens de segurar toda a equipa.

Qual a importância de teres um seguro de saúde grupo na tua empresa?

Ao garantires a proteção da tua equipa, ela estará mais segura e motivada.

Quando fazes um seguro de saúde grupo, tens de segurar todos os funcionários ou podes segurar só alguns?

Podes a segurar só alguns, mas assim o custo não é aceite fiscalmente, para que seja custo fiscal tens de segurar toda a equipa.

Quanto custa um seguro de saúde grupo?

Dependendo de uma série de fatores o preço pode variar, tais como, idade, coberturas, nível de proteção escolhido.

Para saber melhor o custo do seguro utiliza o nosso simulador e em caso de dúvida contacta-nos.

O que é um seguro de transportes?

Se fores o dono da carga, este é o seguro que podes fazer que te pode garantir, no caso de ocorrer algum dano no transporte da mesma, que poderás ser ressarcido pela seguradora.

Que tipos de coberturas existem no seguro de transportes?

Dependendo do tipo de transporte que é feito (aéreo, rodoviário, ferroviário e marítimo), existem tipos de coberturas diferentes.

  • Cláusula A
  • Cláusula B
  • Cláusula C
O seguro garante sempre o risco porta a porta?

Não, ao subscrever a apólice tens de ter atenção de verificar se é porta a porta, pois pode ser cais a cais ou armazém a armazém.

O que cobre o seguro automóvel obrigatório?

Em caso de acidente és responsável pelos prejuízos que foram causados, para garantir a proteção dos lesados o seguro de responsabilidade civil automóvel para pagar as indemnizações pelos danos corporais e/ou materiais causados a terceiros e às pessoas transportadas.

O seguro frota auto é válido em qualquer país?

É valido em todos os países da União Europeia e, ainda, para os que estiverem indicados (não rasurados) na Carta Verde.

Se vender o meu carro, o seguro é transferido para o novo proprietário?

Não, o seguro do carro acaba assim que se vender o carro. Antes da venda, o proprietário deve avisar a seguradora e o novo proprietário terá que fazer um seguro novo.

Qual é a duração do seguro?

É sempre indicado no contrato do seguro nas Condições Particulares da Apólice a duração do seguro. Habitualmente tem a duração de 1 ano e seguintes, no entanto é possível fazer um seguro temporário.

Se outra pessoa conduzir o meu veículo, pode beneficiar-se do seguro?

Sim, no entanto a pessoa que está a conduzir tem que ter carta de condução, caso contrário a seguradora pode exigir ao responsável pelo acidente o reembolso das indemnizações.

O que é a franquia?

É o valor que fica a teu cargo em caso de acidente, significa que a seguradora só vai pagar os valores acima da franquia contratada.

Esta franquia é aplicada nas coberturas de danos próprios que são: 

  • Coque, Colisão e Capotamento;
  • Incêndio, Raio e Explosão;
  • Furto ou Roubo;
  • Atos de Vandalismo;
  • Fenómenos da Natureza;
O que acontece se me atrasar com o pagamento do seguro automóvel?

O seguro pode ser anulado se não for pago nas datas previstas.

O seguro frota auto tem sempre veículo de substituição?

É uma opção tua incluíres ou não viatura de substituição em caso de avaria e/ou acidente na apólice, esta viatura poderá também garantida pela assistência em viagem.

Se vender o veículo posso passar o seguro para um novo?

Sim, o seguro antigo pode transitar para o veículo novo.
Mediante acordo com a seguradora vai ser efetuado uma alteração no contrato onde consta a nova viatura.

O seguro acidentes de trabalho é obrigatório?

Sim, de acordo com a lei portuguesa, todos os trabalhadores devem ter um seguro que garanta a sua segurança no trabalho.

O que é um acidente de trabalho?

É um acidente de trabalho caso aconteça no local e horário de trabalho.

Qual o âmbito territorial do seguro?

O seguro de acidentes de trabalho depende da seguradora e de cada contrato individual, que pode incluir deslocações em território nacional e pode também incluir deslocações temporárias ou trabalho no estrangeiro.

Quem pode subscrever o seguro Acidentes de Trabalho por Conta de Outrem?

O seguro é destinado a todas as empresas.

Que regime se aplica a um acidente caso seja ambos trabalhador independente e conta de outrem?

Em caso de dúvidas sobre o regime aplicável, é presumido até prova do contrário que o acidente ocorreu ao serviço de uma entidade empregadora.

Caso seja provado que o acidente ocorreu enquanto o sinistrado exercia funções de trabalhador independente, a entidade presumida como responsável adquire o direito de regresso contra a empresa de seguros do trabalhador independente ou contra o próprio trabalhador.